O Messias não vai voltar

Ir em baixo

O Messias não vai voltar

Mensagem por DeniseTeixeiradeOliveira em Sab 9 Jun - 6:32

- A partir de 2008 os arqueohistoriólogos começaram a se convencer de que Jesus nasceu mesmo em Nazaré e morreu em Jerusalém por causa do aqueduto, afirma a professora, serena e certa de si, mas com a certeza de que alunos de bocas abertas assim, não seriam capazes de digerir a complexidade da informação.

O mais velho da turma (e, talvez por isso mesmo) se arrisca a perguntar: - Mas professora, por que se precisou estudar até 2008 pra saber isso, bastava ler o que estava escrito embaixo da cruz dele, né não?!

Rimos e esperamos alegremente a explicação avassaladora que ia colocar todo mundo em seu devido lugar, até mesmo aqueles que não ousaram fazer perguntas nem em pensamento.

Mas no meio da explicação, eis que o tal aqueduto me leva a divagar sobre meu vizinho do apartamento de cima que teve o cano do chuveiro estourado…, as minhas aulas de direito civil sobre servidões de passagem…, e depois um outro pensamento qualquer…, e uma coisa e outra, até que...

A senhora está nos dizendo que Jesus morreu por causa do abastecimento d’água?!? pergunto eu, que nunca pergunto nada. – Sim, respondeu ela, mas quanto a isso, a gente nunca teve muitas dúvidas, completou com a mesma fleuma que, agora, começava a me irritar.

Ainda fiquei por um bom tempo ali, à espera da explicação mais detalhada que não veio. Nadinha! Sendo o assunto ao que parece pacífico, não tem litígio, logo, não tem mais explicação na aula. De lascar!

O assunto da água potável em geral me atormenta há anos, e a cada dia mais. Escrevo e reescrevo sobre o assunto, penso nisso todo dia, sofro. Quando a professora me anuncia assim, como se fosse normal e que todo mundo soubesse, que um dos sujeitos mais influentes da história da Humanidade morreu por causa de água, ou a falta dela, o assunto água volta a me assombrar.

Pudera, uma guerra mundial se aproxima por causa e em busca de água, e ela ocorrerá provalvemente no país que abriga a maior concentração de água doce do mundo: o Brasil. Parece-me lógico.

Não quero dizendo isso ser profeta do apocalipse, mas e não é verdade que esse risco existe? Basta olhar pra ver! Com apenas um pouco de sensibilidade pelo mundo que nos cerca, podemos perceber as mudanças enormes que se operaram nesses últimos anos sobre nossa relação com a água.

Um exemplo é suficiente para ilustrar isso:

Não faz muito tempo, o ciclo da água era um dos pontos obrigatórios do ensino escolar. A historinha dos três estados da H2O, contada para dizer que a água era um bem natural renovável, acabou-se desde a ECO-RIO 92 quando os países concordaram em mudar essa versão, para retirar a afirmação segundo a qual a água, evaporando, virando nuvem e chovendo sobre a Terra, permitia um ciclo constante de criação da Natureza.

E desde então esse ponto de vista não parou de evoluir. Antes mesmo do reencontro RIO+20 , o tal ciclo da água já nem fazia mais parte do ensino fundamental, porque foi absorvido pela triste constatação de que água é um bem finito, sendo portanto urgente preservá-la, em quantidade e qualidade. As escolas devem agora falar do meio ambiente.

Aquela mudança - da água pro vinho - de interpretação dada a um bem que é vital para Humanidade se deu no curto espaço de duas décadas. É apavorante!

Curioso é que quando se fala de preservar o meio ambiente, todos concordam. Mas continuam lavando carros toda semana com jatos de água potável ensaboada. Continuam esgotando os lençóis freáticos para saturar de água legumes e frutas na véspera da colheita. Inventando banhos oleosos durante uma hora embaixo do chuveiro como meio terapêutico para neuroses urbanas.

Enfim, continuam praticando estas e várias outras incoerências de comportamento, as quais estão longe do ideal de preservação e reconhecimento da água como um bem finito.

Ok que essa coisa de guerra mundial pela água no Brasil é uma profecia minha. Mas e daí, profetas existem muitos, porque não eu? Mas Messias houve apenas um e ele morreu por causa de uma estória de água. A oportunidade para quem disse que morreria no martírio como Ele, não vai tardar...

Mas a melhor opção ainda me parece cuidar desse mundo agora. Para ontem. Do contrário, pode não haver mais tempo para a salvação acaso Ele volte.

Sim, porque ele nos prometeu voltar, mas não disse quando.
Pode ser que seja nunca.
Ou tarde demais.


Última edição por DeniseTeixeiradeOliveira em Dom 2 Jun - 1:59, editado 2 vez(es)
avatar
DeniseTeixeiradeOliveira
Admin

Mensagens : 143
Data de inscrição : 01/03/2011

http://papotage.forumgratuit.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Messias não vai voltar

Mensagem por DeniseTeixeiradeOliveira em Qua 13 Jun - 17:19

avatar
DeniseTeixeiradeOliveira
Admin

Mensagens : 143
Data de inscrição : 01/03/2011

http://papotage.forumgratuit.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Messias não vai voltar

Mensagem por DeniseTeixeiradeOliveira em Seg 18 Jun - 20:09

Recebi uma mp de uma pessoa me corrigindo sobre minha afirmação de que Jesus "disse" que ia voltar.

Se eu entendi bem a tal mensagem (tenho duvidas), segundo Mt 10:23, Jesus promete voltar enquanto os discipulos estivessem vivos. Como não foi o caso, somente uma interpretação além do texto poderia comportar a afirmação de que Jesus "prometeu" que voltaria fora daquele tempo inicialmente indicado.

Enfim, segundo entendi, não foi Ele quem prometeu, mas outros q o interpretaram.

De resto, a imprecisão no meu texto, se houve, não invalida em nada o objeto do post, muito menos o que eu quis dizer com a referência ao Messias. O objeto principal continua sendo a agua.

Debate encerrado.
avatar
DeniseTeixeiradeOliveira
Admin

Mensagens : 143
Data de inscrição : 01/03/2011

http://papotage.forumgratuit.org

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Messias não vai voltar

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum